expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sábado, 2 de abril de 2011

Exame Contrastado - Trânsito Intestinal



EXAME CONTRASTADO DO ESTÔMAGO E DE TODO INTESTINO DELGADO, ATÉ A VALVULA ÍLEO-CECAL.

   OBJETIVO:
 ESTUDAR A MORFOLOGIA E A FUNÇÃO PERISTALTICA DO ESTÔMAGO E INTESTINO DELGADO.


INDICAÇÕES
n DOENÇA DE CROHN;
n ENTERITE E GASTROENTERITE;
n DIVERTÍCULOS;
n DIARRÉIAS FREQÜÊNTES;
n NEOPLASIAS;
n DOENÇAS ABSORTIVAS.

CONTRA-INDICAÇÕES
n PACIENTES PRÉ-CIRURGICOS COM SUSPEITA DE PERFURAÇÃO;

n OBSTRUÇÃO DE INTESTINO GROSSO.

PREPARO DO PACIENTE
n ANTEVÉSPERA DO EXAME TOMAR 2 COMPRIMIDOS DE LAXANTE ;
n NA VÉSPERA DO EXAME TOMAR MAIS 2 COMPRIMIDOS DE LAXANTE E TOMAR 30 GOTAS DE DIMETICONA ( LUFTAL ) ;
n DIETA LEVE E LÍQUIDA;
n DURANTE O PREPARO NÃO MASCAR CHICLETES OU FUMAR CIGARROS.

TIPOS DE CONTRASTE
n BÁRIO VO; ( CERCA DE 200 ML )
n IODADO HIDROSSOLÚVEL; ( RARO )

PROTOCOLO DE EXAME

n O PROTOCOLO DE EXAME PODE VARIAR DE SERVIÇO PARA SERVIÇO. (depende do radiologista)
n RADIOGRAFIA PRÉVIA;
n 0’  MINUTO ;
n 15’ MINUTOS ;
n 30’ MINUTOS ;
n 60’ MINUTOS ;
n OPE ; (VISUALIZAR A VALVULA  ÍLEO-CECAL)
n O EXAME PODE - SE ESTENDER ALÉM DO PROTOCOLO, SÓ TERMINA QUANDO O CONTRASTE CHEGAR A TRANSIÇÃO ILEO-CECAL.

POSICIONAMENTO DO PACIENTE

FILMES UTILIZADOS

  • PACIENTE EM DECÚBITO VENTRAL E DORSAL ;
  •  {FILME 35 X 43 – AP} LONG.  
                  {24 X 30 – OBLÍQUAS} LONG.

Tempo de Trânsito Colônico
  •  Utilizado para calcular o tempo de trânsito intestinal. Este método requer a ingestão de uma cápsula contendo 24 anéis radiopacos de cloreto de polivinilo.
  • Administração é por via oral, uma cápsula por dia, durante 3 dias, sendo realizado um raio-X  a partir do  4º dia  durante uma semana.
  • Com os raios-X é possível detectar a eliminação dos anéis radiopacos ao longo do tempo e conseqüentemente avaliar o trânsito intestinal

Exame Contrastado - Sialografia


Sialo = saliva

  •  Exame radiológico dos ductos salivares e das glândulas sublingual, submandibulares e parótidas.

Anatomia:

  •  Glândula sublingual;
  •  Óstios ( orifício de saída da saliva ) ;
  •  Glândulas submandibulares;
  •  Glândulas parótidas;
  •  Ductos salivares.


Materiais Utilizados:

  • Contraste Lipiodol;
  •  Escalpe 27 (invertendo a posição da agulha)
  •  Dilatador metálico;
  •  Seringa de vidro (10 ml ) ;
  •  Gases para limpeza de resíduo de contraste.
  •  Um limão para esvaziamento das glândulas


Contraste Lipiodol:

  •  Extraído da papoula;
  •  Nenhuma ocorrência de reação alérgica;
  •  Cada ampola de 10 ml de lipiodol custa em média R$100,00.

Seqüência do exame:

  • Radiografia prévia AP e P;
  •  Cateterização do óstio da respectiva glândula a ser estudada;
  •  Faz – se radiografias em AP e P durante a injeção de contraste;
  •  Radiografia de controle de esvaziamento e residual.

Sobre as radiografias:

  • Filme 18x24 na transversal;
  •  Posicionamento idêntico há um A.P. e um P. de crânio;
  •  Colimação vai desde o rebordo inferior da órbita até o mento;
  •  Técnica sugerida no AP 76kv, 20mas, F 100 / P. 70KV, 20mas, F 100;
  •  Atenção para as partes moles, pois os ductos e a irrigação das glândulas são muito finas.

Patologias:

  • Sialodenite – processo inflamatório das parótidas, não excluindo as submandibulares, causada por vírus e bactérias de ocorrência normal.(vulgo caxumba )
  • Cálculos de ductos e de glândulas.


Exames Contrastado - Histerossalpingografia



Histerografia + Salpingite

Histerografia: descrição ou radiografia do útero;
Salpingite: inflamação nas tubas uterinas.

Exame radiológico cujo procedimento é utilizado para diagnóstico de várias patologias tubárias e uterinas.

O que é um exame de histerossalpingografia

Ø Exame realizado para avaliação e visualização da anatomia uterina e da permeabilidade tubária.
Ø  Realizado por intermédio de contraste no colo uterino, tem o objetivo de opacificar o útero e as trompas uterinas, avaliando internamente o trato reprodutivo feminino.
Ø  Pode oferecer valiosas informações em relação a anormalidades tubárias e uterinas em pacientes com infertilidade, abortos recorrentes ou monitoração de cirurgia tubária.

Exame clínico

Na anamnese, pesquisar história de:
        - doença inflamatória pélvica
        - apendicite
        -endometrite
        - cirurgia pélvica
        - gestação ectópica  (fora da cavidade uterina)
        - dismenorréia (distúrbio que torna  a menstruação dolorosa)
        - dispareunia (dor durante relação sexual)
        - tuberculose

Exame físico

-cérvico-colpite (esfregaço inflamatório intenso)
        - dor ou massa pélvica
        - desvio ou diminuição da mobilidade
        - fixação uterina
Preparo na véspera

Dieta leve: - chá                            
                - torrada         
                - bolacha (água e sal)
                - sucos (coados)
                - purê de batata (sem leite e manteiga)
                - carne ou frango magro (bem cozido)
                - fruta cozida
                - legumes cozidos
                - açúcar em pequena quantidade e gelatina.

            Tomar dois comprimidos de Laxante

Preparo no dia do exame

Ø Ingerir dieta leve;

Ø Pré-medicar-se com Buscopan® 30minutos antes do
 exame.

Atenção

O exame deverá ser realizado entre cinco à dez dias
 após o término da menstruação;

A paciente deverá apresentar ausência de relação sexual por quinze dias antecedentes  a  realização do exame.

Indicações

Casos de:      
                - esterilidade
                - anomalias da cavidade uterina
                - permeabilidade das tubas uterinas
                - abortos recorrentes
                - monitoração de cirurgia tubária

Contra-indicações

Ø Gravidez
Ø Infecções genitais agudas
Ø Período menstrual

Meio de contraste radiológico

Ø Iopamiron
Ø  Henetix
Ø  Reliev

Reações adversas

Ø Bem tolerado, este produto não apresenta nenhum
   efeito secundário em particular;

Ø Sensação dolorosa de tensão pélvica, como ocorre
   durante qualquer injeção de produto viscoso.

Realização do exame

Radiografia simples da pelve em antero-posterior
Preenchimento do útero com contraste
Opacificação das trompas e extravasamento do contraste
Residual

Diagnósticos

Os achados da histerossalpingografia são específicos e podem ser interpretados como causa de infertilidade:
Ø Obstrução bilateral das trompas
Ø Sinéquias (formação de aderência e fibrose do endométrio)
Ø Útero uni ou bicorno
Ø Hidrossalpinge bilateral (obstrução e dilatação)
Ø Endometriose tubária severa

Profº Fernando Dias





SUCESSO



"Rir muito e com freqüência, ganhar o respeito de pessoas inteligentes e o afeto das crianças; merecer a consideração de críticos honestos e suportar a traição de falsos amigos; apreciar a beleza, encontrar o melhor nos outros; deixar o mundo um pouco melhor, seja por uma saudável criança, um canteiro de jardim ou uma redimida condição social; saber que ao menos uma vida respirou mais fácil porque você viveu.
Isso é ter tido sucesso".

(Poder sem limites) Ralph Waldo Emerson

Exame Contrastado - Enema Opaco ou Clister Opaco



Definição
         ESTUDO RADIOLÓGICO DO INTESTINO GROSSO

OBJETIVO:
         Estudar radiologicamente a forma e a função do intestino grosso, bem como detectar quaisquer condições anormais.
         Tanto o enema baritado com contraste simples quanto o com duplo contraste incluem um estudo de todo o intestino grosso.


  • REALIZAR A ANAMNESE ANTES DE REALIZAR O EXAME.

Indicação Clínica:

         Colite: Inflamação do intestino grosso
         Colite ulcerativa: inflamação c/ ulcerações na parede da mucosa
         Neoplasias: tumores
         Volvo: torção de segmentos intestinais
         Apendicite: inflamação do apêndice
         Mega cólon: dilatação dos cólons
         Obstrução do intestino grosso
         Divertículos: saliência externa da parede da mucosa
         Pólipos: saliência interna da parede da mucosa

Contra-indicação:

         Suspeita de perfurações de vísceras
         Obstrução do intestino grosso
         Apendicite
         Suspeita de gravidez
         Devemos saber se o paciente foi submetido a uma sigmoidoscopia ou colonoscopia antes.
         Se for realizada uma biópsia do cólon durante estes procedimentos, a porção envolvida da parede do cólon pode estar enfraquecida, o que pode levar a perfuração durante o enema baritado.






Preparo do Paciente:

         Jejum absoluto de 10 às 12hs antes do exame.
         O paciente deve ser orientado para não fumar cigarros ou mascar chicletes durante o jejum.
         Realizar limpeza intestinal por via oral pedindo para o paciente tomar laxante na véspera do exame, ou por via retal, se houver necessidade

Contra-indicação ao preparo

¨    Sangramento maciço
¨    Diarréia Grave
¨    Obstrução
¨    Condições Inflamatórias, tais como: Apendicite.

Contraste:
         O contraste usado para este exame é o sulfato de bário diluído com água na temperatura do corpo, de 200 a 600 ml, dependendo da estrutura intestinal.

Contraste simples e Duplo Contraste

Material:

         Irrigador descartável ou estéril
         Sonda retal
         equipo para o irrigador
         esparadrapos e gases
         xilocaína gel
         pinça
         copo e luvas descartáveis
         2 frascos de bário 150ml.
         Água filtrada e aquecida de acordo à temperatura do corpo.




Fatores Técnicos:
          
         Este exame deve ser acompanhado por um médico radiologista.
         Filme: 24x30, 30x40 ou 35x43 panorâmico no sentido longitudinal.
         Com bucky na mesa com seriógrafo
         Identificação: lado direito do paciente.
         Proteção: Protetor de tireóide
         Colimação: Colimar os 4 lados de interesse
         DFF: 90 cm a 102 cm.

Posição do Paciente

Posição de Sims
Abdomen AP
Abdomen PA
Oblíqua AD
Obliqua PE / PD
Lateral E
Decúbito LD
Chassard - Lapiné
Axial em AP
Axial em PA
Alguns posicionamentos podem ser realizados em ortostático.

Exame Contrastado - EED





*   Exame contrastado do esôfago, estômago e duodeno.


INDICAÇÕES
*   PÓS OPERATÓRIOS
*   PATOLOGIAS OBSTRUTIVAS
*   ESOFAGITE
*   NEOPLASIAS
*   DIVERTICULOS
*   MÁ FORMAÇÃO CONGÊNITA
*   HERNIA DE HIATO
*   ÚLCERA GÁSTRICA
*   ÚLCERA DUODENAL
*   NEOPLASIAS GÁSTRICAS
*   MEGA-ESÔFAGO
*   POLIPOSES
*   PÓS CLIPAGENS ESTOMACAIS
*   OBSTRUÇÕES POR CORPO ESTRANHOS
*   REFLUXO ESOFÁGICOS
*   VARIZES ESOFÁGICOS


CONTRA-INDICAÇÕES
*   PARALISIA DA DEGLUTIÇÃO
*   OBSTRUÇÃO TOTAL
*   HIPERSENSIBILIDADE AO CONTRASTE
*   PÓS OPERATÓRIO RECENTE
*   HEMORRAGIA SEVERA
*   INCOLABORATIVIDADE DO PACIENTE

MATERIAIS USADOS
*   APARELHO DE RAIO X CALIBRADO
*   PROCESSADORA DE FILMES
*   SISTEMA DE ESCOPIA FUNCIONANTE
*   CONTRASTE A BASE DE BÁRIO/BARITADO
*   CONTRASTE IODADO IÔNICO,  s/n
*   CHASSIS 24 X 30,30X40,35X35
*   LENÇOS DE PAPEL, HIGIENE DO PACIENTE
*   FITAS CD”S EM  VIDEODEGLUTOGRAMA
*   SISTEMA DE DOCUMENTAÇÃO ADEQUADO



METODOLOGIA DO EXAME
*   RADIOGRAFIA SIMPLES, PANORÂMICA COM O PACIENTE EM OBLÍQUA ANTERIOR DIREITA OU EM PERFIL PARA VER TÉCNICA E PREPARO DO PACIENTE

*   RADIOGRAFIAS CONCOMITANTES À DEGLUTIÇÃO EM OAD E EM PERFIL. 

Obs: O POSICIONAMENTO DO PACIENTE DEPENDE MUITO DO COMPORTAMENTO E DA LOCALIZAÇÃO DAS PATOLOGIAS;   PORÉM O CORRETO POSICIONAMENTO É COM O PACIENTE EM OBLÍQUA ANTERIOR DIREITA.

*   PACIENTE COLABORATIVO, EM ORTOSTÁTICA COM A PARTE POSTERIOR DO TÓRAX EM CONTATO COM A ESTATIVA, PLANO MÉDIO SAGITAL COM UMA ANGULAÇÃO DE 45 GRAUS EM RELAÇÃO AO PLANO DA ESTATIVA, CABEÇA ERGUIDA (Posição anatômica)  PACIENTE COM CONTRASTE NA BOCA, ORIENTA-LO A DEGLUTIR QUANDO SOLICITAR. O DISPARO DO RAIO X DEVE SER CONCOMITANTE À DEGLUTIÇÃO. REPETIR A SÉRIE PELO MENOS TRES VEZES.
  
Profº Fernando Dias




Exame Contrastado - Urografia Excretora



UROGRAFIA EXCRETORA
(Duplo ureter esquerdo)



EXAME CONTRASTADO DO TRATO URINÁRIO

  •   RINS                                                  
  •   URETERES                                                           
  •   BEXIGA                                                              







INDICAÇÕES:
*   FUNÇÃO RENAL;
*   LITÍASES RENAIS E URETERAIS;
*   MORFOLOGIA E TOPOGRAFIA;
*   ANOMALIAS CONGÊNITAS;
*   HEMATÚRIA;
*   INFECÇÕES URINÁRIAS DE REPETIÇÃO;
*   MASSAS RENAIS;
*   TRANSPLANTES.

CUIDADOS PRÉ-EXAME:

*   VERIFICAR INDICAÇÃO DO EXAME;
*   ANTECEDENTE ALÉRGICO;
*   PREPARO DO PACIENTE.

PREPARO DO PACIENTE:
*   02 DIAS ANTES DO EXAME / 1 FRASCO DE LAXOL
*   01 DIA ANTES DO EXAME / 2 COMPR. DE LAXANTE / DIMETICONA DE 4 EM 4 HORAS / DIETA LEVE.
*   DIA DO EXAME JEJUM ABSOLUTO.
*   SOBRE PRESCRIÇÃO MÉDICA / METICORTEM E FERNEGAN.
*   EM CRIANÇAS METADE DA DOSE.

CONTRASTE (HISTÓRICO):
*   Em 1923 Rontree observou o sistema urinário opacificado em uma radiografia de abdome em um paciente com sífilis, tratado com grandes doses de iodo e potássio.
*   1928 – Primeiro contraste iodado (uroselectan).

CONTRASTE:
*   IODADO IÔNICO OU NÃO IÔNICO;
*   ADMINISTRADO POR VIA ENDOVENOSA;
*   2 ML POR Kg; (ADULTO)
*   1 ML POR Kg; (CRIANÇAS)






CONTRASTE IDEAL:
*   Ser excretado em altas concentrações;
*   Toxidade extremamente baixa;
*   Alta radiopacidade;
*   Baixa viscosidade;
*   Preço baixo.

CUIDADOS PÓS – INJEÇÃO
*   NÃO REMOVER O ACESSO VENOSO;
*   NÃO DEIXAR O PACIENTE SOZINHO NA SALA DE EXAME;
*   OBSERVAR QUALQUER DESCONFORTO RESPIRATÓRIO NO PACIENTE;
*   OBSERVAR MUDANÇAS DE COLORAÇÃO                    (ERITEMA OU CIANOSE) NO PACIENTE;
*   TER SEMPRE UM CARRINHO DE PARADA POR PERTO;
*   SEM A PRESENÇA DE UM MÉDICO NUNCA INJETAR CONTRASTE IODADO.

TÉCNICA DE EXAME:

*   OS PROTOCOLOS DOS EXAMES PODEM VARIAR DE SERVIÇO PARA SERVIÇO E TAMBÉM DE ACORDO COM A PATOLOGIA ESTUDADA;
*   RADIOGRAFIA PRÉVIA; (RX DE ABDOMEN AP)
*   0 m NEFROGRAMA; (PLANIGRAFIA)
*   5 m / 15 m / 25 m / 30 m; (EXCREÇÃO)
*   EM ALGUNS CASOS EXAMES PODEM DURAR ATÉ 24h. (RETARDOS)

CONCLUSÃO
Apesar do advento de novas técnicas diagnósticas como o ultra-som, a tomografia computadorizada e a ressonância magnética, a urografia excretora continua tendo importante papel diagnóstico, além de constituir excelente ferramenta de auxílio à programação cirúrgica do urologista.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
www.uro.com.br/doenctext.htm
apps. einstein.br/diagnostico/busca

www.scielo.br/scielo. php

www.h9j.com.br/exames_lista_info.php?id_tipo=19&id=59&tipo_exame=Radiologia - 3k -

                                                          TR / TNL. FERNANDO DIAS